• A-
    A+
  • Português
  • Українською
Léssia Ukrainka: poeta, dramaturgo e ativista social e política
26 fevereiro 2015 19:57

Léssia Ukrainka (nome real Laryssa Kossach) nasceu em 25 de fevereiro de 1871 em Novohrad-Volynskiy. No inverno de 1881 a menina se resfriou e ficou doente (em 1883 a doença foi diagnosticada como tuberculose dos ossos). Devido aos problemas de saúde ela obteve a educação em casa com professores particulares e a mãe. Ela aprendeu muitas línguas europeias, incluindo as eslavas (russo, polonês, búlgaro e outras), grega antiga, latim.

Escrever poesia Laryssa Kosach começou aos 9 anos de idade. As primeiras obras publicadas na revista de Lviv "Estrela" em 1884, foram as poemas "Conva-lária" e "Safó", que foram assinadas pela primeira vez com o nome Léssia Ukrainka. Atividades literárias de Léssia Ukrainka tomaram impulso desde meados da década de 80, quando a família de Kosach mudou-se para Kyiv e ela entrou no círculo literário "Plêiada". O primeiro livro de poemas "Nas asas das canções" foi publicado em 1893, o segundo - "Reflexões e sonhos" em 1899, o terceiro - "Ressonâncias" foi publicado em 1903. Ao longo dos próximos dez anos Léssia Ukrainka escreveu mais de uma centena de poemas, das quais a metade não foi publicada durante a vida da poeta.

Na segunda metade da década de 90 do século XIX Léssia Ukrainka se converte em dramaturga. Sua primeira peça de teatro foi "Rosa Azul" (1896) sobre a vida dos intelectuais ucranianos. Então, usando amplamente os temas e imagens da literatura mundial, ela desenvolveu um novo gênero - poema dramático. As obras mais importantes de Léssia Ukrainka são o drama "Dono de pedra" (1912) e "Canção de floresta" (1911). A última é a obra-prima da grande poeta. O personagem principal do drama feérico, ninfa de floresta Mavka - não é apenas uma imagem poética de uma fada, mas também uma síntese filosófica de todo o belo, sempre vivo.

Nos anos 1900 fortalecem os laços de Léssia Ukrainka com o movimento socialdemocrata ucraniano. Com um grupo de camaradas ocupou-se de proliferação da literatura socialista e marxista, traduções de teóricos do socialismo, publicação dessas obras no exterior e transportação deles para a Rússia.

Os trabalhos datados de 1913 - o último ano da vida - evidenciam que Léssia Ukrainka não deixou de pensar sobre as obrigações cívicas do artista, sua proeza criativa. Seu tríptico lírico-épico - "O que nos dará a força?", "Milagre de Orfeu", "Sobre o gigante", onde soa a ideia de transformar a missão social da arte, a escritora dedicou a Ivan Frankó e enviou para o livro comemorativo em sua honra.

Léssia Ukrainka morreu em 01 de agosto de 1913, na cidade georgiana de Surami. O corpo dela foi transportado para Kyiv e enterrado no cemitério Baikove.

Outdated Browser
Для комфортної роботи в Мережі потрібен сучасний браузер. Тут можна знайти останні версії.
Outdated Browser
Цей сайт призначений для комп'ютерів, але
ви можете вільно користуватися ним.
67.15%
людей використовує
цей браузер
Google Chrome
Доступно для
  • Windows
  • Mac OS
  • Linux
9.6%
людей використовує
цей браузер
Mozilla Firefox
Доступно для
  • Windows
  • Mac OS
  • Linux
4.5%
людей використовує
цей браузер
Microsoft Edge
Доступно для
  • Windows
  • Mac OS
3.15%
людей використовує
цей браузер
Доступно для
  • Windows
  • Mac OS
  • Linux