Comentário da Embaixada da Ucrânia no Brasil à publicação do Sr. Juka Kfouri
12 julho 2018 22:27

Senhor Juka Kfouri,

 

Ficamos surpreendidos pela divulgação no seu blog dos estereótipos da propaganda russa sobre “regime fascista de Kiev” e que lema "Glória à Ucrânia!" é “usado pelo fascismo ucraniano”.

Categoricamente não aceitamos as acusações sem fundamento de apoiar o fascismo e gostariamos de informar o seguinte.

O lema "Glória à Ucrânia!" é uma afirmação amplamente utilizada na Ucrânia para a demonstração de patriotismo, respeito e amor ao seu país, sem nenhuma preferência política. Assim como “Viva Brasil!” ou "Brasil acima de tudo!" usados pelas Forças Armadas do Brasil. Para confirmar isso, não precisa procurar fontes russas ou espanholas, basta perguntar qualquer um dos descendentes ucranianos no Brasil, em São Paulo, estados de Paraná, Santa Catarina ou Rio Grande do Sul, os quais formam maior Comunidade ucraniana da América Latina.  

Esta saudação "Glória à Ucrânia!" tem sua origem na época da República Popular Ucraniana, quando nos anos 1917 – 1921 foi utilizada pelos Exército ucraniano que lutava pela independência da Ucrânia. Durante a Segunda Guerra Mundial e até o ano 1956, estas mesmas palavras foram usadas pelos militares do Exército Insurgente Ucraniano, que lutavam em duas frentes: contra a Alemanha de Hitler e contra a União Soviética de Stalin.

Após a Revolução de Dignidade de 2014, o lema "Glória à Ucrânia!" ganhou uma grande popularidade e é usado durante a realização de eventos políticos e sociais, especialmente eventos esportivos.

Neste vídeo os Chefes dos Estados estrangeiros dirigem-se ao povo ucraniano com as palavras "Glória à Ucrânia!", assim como Presidente da Ucrânia Petro Poroshenko no seu discurso proferido no Congresso dos EUA https://www.youtube.com/watch?v=0u5vSgClL9w&feature=youtu.be .

Seria bom também lembrar para autores do artigo que o Senhor fez trabalho de traduzir e divulgar, que Parlamento da Ucrania aprovou no dia 09 de abril de 2015 a Lei No.317-VIII “Sobre condenação dos regimes totalitários comunista e nacional-socialista (nazista) na Ucrânia e proibição da propaganda dos seus símbolos”.

Apoiando a posição de que o esporte é fora da política, gostariamos de pedir ao Senhor que, na próxima vez, quando escrever sobre a Copa-2018 mencione também os dados da ONU sobre as vítimas da agressão russa contra a Ucrânia, que continua até agora, nomeadamente mais de 10 mil pessoas assassinadas, entre eles 2.500 militares e 7.500 civis, mais de 23 mil gravemente feridos e 1,5 milhões que ficaram refugiados internos depois da anexação da República Autônoma de Crimeia e começo da guerra russa no Leste da Ucrânia.

 

Слава Україні!

Glória à Ucrânia!

 

Atenciosamente,

Embaixada da Ucrânia no Brasil

Outdated Browser
Для комфортної роботи в Мережі потрібен сучасний браузер. Тут можна знайти останні версії.
Outdated Browser
Цей сайт призначений для комп'ютерів, але
ви можете вільно користуватися ним.
67.15%
людей використовує
цей браузер
Google Chrome
Доступно для
  • Windows
  • Mac OS
  • Linux
9.6%
людей використовує
цей браузер
Mozilla Firefox
Доступно для
  • Windows
  • Mac OS
  • Linux
4.5%
людей використовує
цей браузер
Microsoft Edge
Доступно для
  • Windows
  • Mac OS
3.15%
людей використовує
цей браузер
Доступно для
  • Windows
  • Mac OS
  • Linux